Proposta Pedagógica

O trabalho pedagógico do CEI Meninos e Meninas segue uma proposta sócio-interacionista de aprendizagem, organizando suas atividades através de projetos, elaborados e desenvolvidos partindo das observações do educador em relação ao grupo de crianças. De acordo com Vygotsky, importante teórico da educação: “o meio social desempenha um papel fundamental na construção do conhecimento”.

Os projetos poderão surgir de uma curiosidade ou de uma necessidade da criança. Ao planejar, o educador deve estar atento à realidade em que a criança está inserida. Tornando a prática mais significativa, percebendo a necessidade do grupo e valorizando os conhecimentos trazidos pela criança, sendo que o planejamento deverá ser flexível, caso, o interesse da criança venha a ser outro.

Para o trabalho na educação infantil o brincar ocupa espaço privilegiado. Compreende-se o brincar como uma aprendizagem social. É essencial ao desenvolvimento e aprendizagem da criança nos aspectos sociais, culturais, motores, afetivos, cognitivos... Brincar é uma necessidade básica, é através da brincadeira que a criança desenvolve potencialidades: compara, analisa, cria, raciocina, comunica-se, interage, imita, se expressa, aprende a perder, faz novas descobertas, desenvolve a sua imaginação, a memória e a atenção. 

As mais diferentes linguagens são expressas através da brincadeira. O brincar potencializa o desenvolvimento, já que assim a criança aprende a conhecer, aprende a fazer, aprende a conviver e, sobretudo, aprende a ser. Além de estimular a curiosidade, a autoconfiança e a autonomia, proporciona o desenvolvimento das mais diferentes linguagens.

Para Piaget, importante teórico da educação, o brincar é algo natural e indispensável para o desenvolvimento integral da criança. 
Percebemos ainda a importância que a literatura infantil exerce sobre a criança, na construção do seu conhecimento, proporcionando momentos de encanto e magia, estimulando a imaginação e promovendo meios para o desenvolvimento de suas habilidades que agem como facilitadores dos processos de aprendizagem. Estas habilidades podem ser observadas no aumento do vocabulário, na ampliação do repertório lingüístico, na reflexão, na criticidade e na criatividade. A literatura infantil proporciona às crianças um desenvolvimento emocional, social e cognitivo. Desenvolve a imaginação, as emoções e os sentimentos. O contato precoce com os livros é fundamental no processo de ensino-aprendizagem. 

Promover a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças significa ajudá-las a progredir na definição da própria identidade, no conhecimento e na valorização de si mesmas. Consideramos que as situações educativas que a criança vive na escola e a maneira como as educadoras tratam essas atuações serão muito importantes na formação dos conceitos de si mesmas. Portanto, proporcionamos ambientes ricos e significativos aos olhos infantis, a fim de que a magia, o encanto e o faz-de-conta estejam presentes na mais importante fase da vida: a infância.

O trabalho desenvolvido no CEI Meninos e Meninas procura abranger as diversas áreas e linguagens da criança, estimulando-os e desenvolvendo habilidades, respeitando a si e ao outro. 


Berçário – METODOLOGIA
Em nosso berçário cada criança tem seu espaço e individualidade respeitados, pois cada bebê tem seu próprio ritmo para se alimentar, brincar, descansar e dormir. A metodologia de ensino está vinculada a exploração e a experimentação pela criança de todas as possibilidades do seu corpo, das relações com o outro e da interação com o espaço.
No berçário, a circulação é restrita aos profissionais da área e aos pais, em visita aos filhos. 
Os espaços físicos disponíveis foram planejados para oferecer ambientes seguros, alegres e aconchegantes para os bebês.
Todos os ambientes são bem arejados e foram organizados para proporcionar a interação dos bebês com diversos estímulos, que favorecerão seu desenvolvimento, como cores, sons, formas, imagens, músicas, espelho e texturas. É importante não perder nenhuma oportunidade para participar desse desenvolvimento, criando situações propícias e promovendo a estimulação. Com isso, é possível direcionar as atividades e brincadeiras para que o aprendizado seja significativo e prazeroso. 
Para Jean Piaget, importante teórico da educação, os bebês de 0 a 2 anos encontram-se no estágio sensório-motor. Neste estágio, a partir de reflexos neurológicos básicos, o bebê começa a construir esquemas de ação para assimilar mentalmente o meio onde ele está inserido. Também é marcado pela construção prática das noções de objeto, espaço, causalidade e tempo. As noções de espaço e tempo são construídas pela ação, configurando assim, uma inteligência essencialmente prática. 


Educação Infantil – METODOLOGIA
Começa a chegar o momento de transformações que permanecerão ativas pelo resto da vida das crianças. São momentos importantes e delicados que, técnica e pedagogicamente, se iniciaram no Berçário. Na verdade, a alfabetização começa quando a criança nasce, pois é quando dá os primeiros passos rumo ao seu novo caminho, isto é, crescer e desenvolver-se. Ela aprende a respirar, a comer, a chorar para ter suas necessidades e desejos atendidos, depois a sustentar seu pescoço, alcançar objetos com as mãos, sentar, engatinhar, falar, andar, brincar, dividir, ganhar, perder, ler e escrever. 
É importante estimular e incentivar a criança a descobrir a língua escrita dentro de um contexto significativo, através de um processo gradativo onde esteja inserido as diversas aprendizagens e onde as vivências de cada criança ocupem lugar privilegiado. É imprescindível oferecer à elas oportunidades reais de aprendizagem. É preciso respeitar a fase que cada criança se encontra, procurando não antecipar nenhuma delas. Cada criança é diferente, portanto, possuem interesses e vontades diferenciadas. Assim, o método fônico vem de encontro com o que julgamos ser mais apropriado, pois, através dele não avançamos etapas no processo ensino-aprendizagem. A criança irá aos poucos apropriando-se dos conhecimentos que serão desenvolvidos e suas habilidades e potencialidades respeitadas. 


Apoio Pedagógico - METODOLOGIA
No apoio pedagógico as crianças realizam as tarefas escolares,estudam para provas e tiram suas duvidas sob a supervisão da professora em sala de aula. Durante as aulas é que temos oportunidades de desenvolver a criatividade do aluno para que ele possa manifestar todo o seu potencial e "revelar-se" encantado de "poder fazer", de "poder realizar" e desenvolver o seu autoconhecimento e autoestima.As crianças participam de aulas lúdicas e pedagógicas,aulas de informatica,educação física,inglês,judo,futebol,balé,natação,jazz e ainda, brincadeiras que desenvolvem habilidades motoras e intelectuais,oportunizando as crianças momentos extensivos de suas vivências escolares. Contamos com salas amplas, biblioteca com acervos que atingem todas as faixas etárias , um amplo e arborizado parque entre outros espaços para recreação no CEi.

Texto extraído do livro:
As Cem Linguagens da Criança


A criança é feita de cem.
A criança tem cem mãos
Cem pensamentos
Cem modos de pensar
De jogar e de falar.
Cem sempre cem
Modos de escutar
As maravilhas de amar.
Cem alegrias
Para cantar e compreender.
Cem mundos
Para descobrir.
Cem mundos
Para inventar.
Cem mundos
Para sonhar.
A criança tem
Cem linguagens
(e depois cem cem cem)
Mas roubaram-lhe noventa e nove.
A escola e a cultura
Lhe separaram a cabeça do corpo.
Dizem-lhe: 
De pensar sem as mãos
De fazer sem a cabeça
De escutar e de não falar
De compreender sem alegrias
De amar e maravilhar-se
Só na Páscoa e no Natal.
Dizem-lhe:
De descobrir o mundo que já existe
E de cem
Roubaram-lhe noventa e nove.
Dizem-lhe:
Que o jogo e o trabalho
A realidade e a fantasia
A ciência e a imaginação
O céu e a terra
A razão e o sonho
São coisas
Que não estão juntas.
Dizem-lhe:
Que as cem não existem
A criança diz:
Ao contrário, as cem existem.

Loris Malaguzzi